O que precisa de saber sobre Hipnose Clínica em Crianças e Adolescentes?

O que precisa de saber sobre Hipnose Clínica em Crianças e Adolescentes?

A hipnose pode ser utilizada como uma ferramenta terapêutica que permite ultrapassar as resistências conscientes e promover mudanças ao nível inconsciente onde encontram-se as estruturas responsáveis pelos padrões desenvolvimentais. Contudo importa referir que a hipnose, por si só, não faz a terapia, mas sim num contexto terapêutico nas quais uma variedade de técnicas pode ser aplicadas para facilitar a mudança (hipnoterapia).

Grande parte dos problemas que ocorrem com as crianças e adolescentes nos diferentes estágios de desenvolvimento, nomeadamente a ansiedade pré-testes, medos fóbicos, dificuldades atencionais, hábitos e comportamentos disfuncionais, problemas de sono, entre outros, podem ser ultrapassados com o recurso à hipnose clínica.

Compreende-se que a decisão mais difícil a tomar para quem procura este tipo de abordagem terapêutica é a escolha de um terapeuta qualificado, a quem vão confiar o seu filho, e para que isso aconteça necessitam de ver explicadas e esclarecidas todas as suas dúvidas sobre esta forma de terapia.

Então o que é hipnose em crianças?

Tal como acontece com os adultos, a hipnose é um estado expansivo/alterado da consciência em que a criança permanece acordada, consciente e com total controlo sobre si. Num contexto terapêutico, a idade é menos importante do que, o nível de maturação, da capacidade compreensiva da linguagem e da capacidade de concentração, contudo estudos normativos referem que a suscetibilidade hipnótica é limitada abaixo dos 3 anos de idade, atinge os seus níveis mais altos entre os 6 e 14 anos e depois diminui ligeiramente na adolescência, após o qual permanece estável até a meia-idade.

Ao contrário do que se poderia pensar, as crianças geralmente, experienciam estados hipnóticos com mais facilidade que os adultos. Isso explica-se pelo facto de desfrutarem de uma vida rica em fantasia e essa “imaginação criativa” é a linguagem do inconsciente. A grande capacidade de imaginar das crianças faz com que o uso da hipnose pareça um procedimento bastante simples.

Como acontece com a aplicação de qualquer outra estratégia de tratamento, o sucesso em hipnoterapia está baseado na compreensão do problema da criança e do que acontece no decorrer da terapia, em vez de apenas centrar-se no comportamento da criança em conformidade com o quadro teórico-clínico apresentado e também da colaboração e envolvimento da família em todo o processo terapêutico. Importa, por exemplo, ensinar os pais a reagiram de uma forma mais segura, calma, confiante e assertiva evitando reações de raiva ou mesmo punições excessivas.

Em que tipo de problemáticas a hipnoterapia pode ser eficaz?

As aplicações da Hipnose Clínica em crianças e adolescentes são diversas, e estes são apenas alguns dos exemplos de problemáticas, que podem ser atenuados, ou até resolvidas com recurso à Hipnoterapia.

  • Problemas de comportamento;
  • Ansiedade;
  • Medos fóbicos;
  • Problemas de enurese e encoprese;
  • Hiperatividade e défice de atenção;
  • Tiques e hábitos;
  • Dificuldades no sono;
  • Dificuldades no desempenho escolar;
  • Dificuldades relacionadas com a alimentação;
  • Sintomatologia depressiva;
  • Controlo da dor;

A infância assemelha-se a um processo rápido de metamorfose e a idade adulta representa o seu resultado. Intervir em crianças, quer no tratamento sintomatológico ou na potencialização de recursos que permitam o seu desenvolvimento positivo, promove-se a oportunidade de prevenir alguns problemas mais sérios que poderão ocorrer no futuro e que por conseguinte poderão influenciar a vida social, pessoal e profissional em adulto.

Paulo Dias – Neuropsicólogo e Hipnoterapeuta na Clínica Dr. Alberto Lopes.

Partilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

8 − 4 =